6 de novembro de 2008

'eu não quero perder meu tempo...

­me tornar outra casualidade da sociedade. eu nunca vou andar na linha, me tornar outra vitima da conformidade e desistir.

5 de novembro de 2008


'eu sei, parece importante ficar em silêncio mas de que importa manter tantos dissabores e mastigar pregos pra conter as dores? vem meu bem, deixa que o inverno vai passar. tudo é tão sem querer e é tão fora de moda ficar mal. sabe, parece que foi ontem. tudo era tão puro e éramos tão jovens que querer pouco era tão fútil, correr tão covarde e resistir inútil. diz pra mim, o que é que foi, quem roubou meu bem querer? que hoje é assim, tanta dor e eu sinto tanta falta de você, de andar pelas ruas sem saber porque e de escrever nas roupas tudo que ninguém parece escutar. diz se não é tão adolescente manter tuas cartas em papel de presente, querer guardar assim comigo tudo o que ficou em algum ponto perdido e que pra mim faz valer ser feliz. deixa de ser assim meu anjo que eu sinto tanta falta de você, de andar pelas ruas sem saber porque e de escrever nas roupas tudo que ninguém parece escutar. então vem... é sempre cedo e com você não vou ter medo. vem andar pelas ruas sem saber porque e escrever nas roupas tudo que ninguém parece escutar.

.Dance Of Days - Com Você Não Vou Ter Medo.

4 de novembro de 2008


Quando estou só reconheço

Quando estou só reconheço

Se por momentos me esqueço

Que existo entre outros que são

Como eu sós, salvo que estão

Alheados desde o começo.

E se sinto quanto estou

Verdadeiramente só,

Sinto-me livre mas triste.

Vou livre para onde vou,

Mas onde vou nada existe.

Creio contudo que a vida

Devidamente entendida

É toda assim, toda assim.

Por isso passo por mim

Como por cousa esquecida.

---


*Fernando Pessoa (:

3 de novembro de 2008

daquele jeito ¬¬

aquela típica segunda-feira bem cú em que vc escuta o relógio despertar e pensa: 'ah não, mas já? :@ que inferno!' e se levanda com aquele humor sensácional (y). vai pra escola, faz prova e tem que aguentar aqueles assuntos bestas sem nenhum propósito. aquele povo gritando, fazendo o maior a-uó ¬¬ e vc lá... com cara de paisagem, sem nada pra fazer e sem paciência de ficar ouvindo um monte de abobrinha - ruM. pelo amor de dels :@ começo de mês são os piores dias pra mim, é a semana em que a tpm ataca e buuuuff, explode. --' não tenho culpa. dels quis assim :) depois, hora de ir trabalhar e me deparo com os mesmos idiotas na rua e ainda sou obrigada a ficar ouvindo piadinhas sem graça de um certo cuzão metido a DJ, aaaa toma no cú viu ¬¬ quando chego no fórum, balcão começa a ficar cheio, aquele mafuá, parecia uma feira :@³ eu não tenho paciência as vezes - ruM. não mesmo. chata, muito chata, mais do que o normal. e falando coisas sem pé nem cabeça. particularmente, deve ser o medo que últimamente tem sido mto frequente u.ú. beijos :*

2 de novembro de 2008

'um pouco de cultura as vezes é mto bom :)


Para os erros há perdão; para os fracassos, chance; para os amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. O romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Luis Fernando Veríssimo

1 de novembro de 2008


só pra atualizar mesmo. :] to sem paciência de mexer aqui mas juro que voltarei a dar mais atenção ao meu blog, quando minha fase de provas acabar (: beijos :*

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails