7 de setembro de 2009

As vezes eu acho que não mereço


As vezes eu acho que eu não mereço tudo que eu tenho. Tipo, sabe aquela impressão de "não estar fazendo por merecer"? Mais ou menos isso. Estou me sentindo mal pelo jeito que estão as coisas na minha vida... Não esta nada do jeito que eu gostaria que estivesse. Parece que um vendaval passou por aqui. Sinto como se não tivesse feito nada de útil até agora, um ano perdido... (não completamente porque ainda não acabou, mas boa parte dele).
Aquela típica atitude de adolescente recém chegado ao ensino médio; tipo "vou deixar rolar, penso nisso depois" atrapalhou tudo! Se eu soubesse que eu passaria por esse sufoco, teria parado para refletir antes, e bota antes nisso! Porque será que quando se tem 18 anos, tentamos fazer tudo ao mesmo tempo? Falta de paciência, ansiedade, ânsia de projetar nossos objetivos de vida... Nessa correria de pensamentos, as vezes eu acabo metendo os pés pelas mãos, quero fazer tudo, mas acabo não fazendo nada. Tem gente que pensa assim: "nossa, mas que exemplo de menina, tão boazinha, inteligente e estudiosa!". Sim, as vezes acontece de eu agir dessa forma, tão previsível do jeito que 'eles pensam, mas depois que eu paro pra pensar, eu falo com os meus botões: "mas o que é que você esta fazendo da sua vida garota?!", e o reflexo no espelho me olha com aquela cara de deboche e diz: "ei! acorda! vê se faz alguma coisa de verdade pra mudar isso, sua anta preguisoça!". Mas eu não sei porque eu sou assim... Falo uma coisa e faço outra. Tento uma 'revolução, mas desisto pelo caminho. começo otimista, mas quando aparece o primeiro obstáculo já jogo tudo pro alto no estilo "não vai dar certo, não da mais tempo, não vou mais conseguir!". É amiguinhos, é muito difícil dividir a atenção para escutar o que eles falam e ao mesmo tempo, o que o MEU coração fala. É muita informação a todo momento... Coisas completamente diferentes esperam por mim e eu tenho medo disso. Mudanças me assustam sim, porque foi sempre tudo tão certinho. Eu tenho medo de não conseguir atingir as expectativas que os meus pais depositam em mim... e eu acho que realmente eu não vou conseguir, é um pouco tarde demais, mas talvez... qualquer esforço é bem vindo. Penso as vezes que não mereço tudo que me dão, justamente por estar querendo passar uma imagem, mostrar uma força que eu não sei se eu tenho de fato, mas que gostaria de ter. Sou uma fraude, tentando enganar a mim mesma!

Isso ai é que é a vida... A vida, suas dúvidas, suas lições e seus tapas na cara com luvas de pelica.

4 comentários:

Joy disse...

Meu Deus!!
Quantas semelhanças!!
Praticamente me vi descrita nesse post. De verdade. Sem tirar nem pôr. Nenhuma vírgula fora do lugar!
Eu também me sinto inútil às vezes, mas não sei se eu tenho vontade de mudar, ou FORÇA de vontade pra isso!!

A-M-E-I!!!
Bjus

Anônimo disse...

nossa garota eu me sinto exatamente como voce...
Sinto que as pessoas acham que eu sou uma pessoa boa quando la no fundo na verdade sei que nao sou.
a sençassao de que o ano ta terminando e foi simplesmente um ano perdido na minha vida.
Eu nao me sinto viver intensamente ....
Consigo estragar minha vida dia a dia perdendo tempo nos meus pensamentos bestas.... deixando de cumprir minhas obrigaçoes...
NAo gosto de quem estive sendo e tambem acho que nao mereço a vida que tenho... Acho que outra pessoa no meu lugar seria uma pessoa bem melhor que eu se tivesse minha vida.
Mas quando paro e reflito vejo que todos esses pensamentos que tenho de mim mesma nao vao me ajudar a ser uma pessoa melhor...
As vezes isso pode ser uma especie de auto puniçao que tenho. É tipico de um pessoa que nao se perdoa pelos erros passados e continua se culpando e errando mais e mais por nao se perdoar. Acho que o melhor nessas horas é virar a pagina e ter um ato de amor consigo mesma se perdoando pelo o que ja passou.`É isso aí virar a pagina e recomeçar... a gente sempre erra e temos que aprender com os erros para quando começarmos outra vez fazermos tudo melhor. So uma dica nao é porque ja estamos no fim do ano que temos que abandonar tudo... fazer o melhor nessas horas nos da uma consciencia mais leve no final.

Anônimo disse...

Garota você expressou nesse texto apenas tudo o que eu sinto e me perturba nesse momento da minha vida! Completar 18 e já receber uma enxurrada de informações expectativas depositadas em mim, não esta sendo nada fácil, mas depois de ler seu post que achei por acaso na internet eu me surpreende ao saber que não sou o único. Espero que eu, você e todas as pessoas que se sentem assim consigamos achar nossa luz e caminho. XOXO =*

Renata Marques disse...

Uau, quando completei 18 anos me senti desse jeito, tanta mudança acontecendo atrás dá outra e eu não estava nem um pouco preparada, muito menos queria mudar. Tantas expectativas depositadas em mim, mas que na época não me sentia capaz de alcançá-las, ou se quer queria, tinha minhas metas pessoais e eram elas o meu foco. Na época que completei 18 anos não queria muito da vida, tinha sonhos e vontades, mas que pareciam muito distantes de mim, então não ligava muito, queria aproveitar minha adolescência e continuar como estava, queria jogar sem ter responsabilidades e dormir quando e quanto quiser (lmao). Até que não aguentava mais viver sem rumo, então me foquei mais em estudos e em mim, infelizmente nada saiu como eu planejava, tudo devido à um erro meu, fiquei mal por um bom tempo e também senti que tinha perdido 1 ano da minha vida. Porém, depois de um tempo e muita reflexão (acredito ser a melhor forma de resolver problemas), eu reconheci e aprendi com meus erros, tive um choque de realidade, e percebi que estou crescendo e não há na nada que eu posso fazer contra isso, é hora de mudar. Agora não sinto mais como se tivesse perdido 1 ano da minha vida, na verdade, esse ano foi essencial para o resto da minha vida. Foi por ter caído que aprendi a me levantar, e foi assim que percebi que estava pronta para a mudança e a desejava. No momento ainda tenho 18 anos, em 5 meses e 5 dias completarei 19. É o começo de um novo ano, tenho grandes esperanças, e definitivamente a vontade de fazê-lo o melhor até agora, com erros e acertos, altos e baixos, fazer algo novo e vê-lo crescer ou falhar. Tudo isso constrói nossas experiências, memórias, nossas vidas! Falhar é natural, nós só temos que aprender a nos amarmos e a nos reerguer quando isso acontecer, é muito prazeroso provar às pessoas erradas quando elas dizem que você não é capaz, haha você sabe que é. ;) XOXO

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails