13 de outubro de 2009

Especialmente bom.

Esse final de semana foi especialmente bom. Tive a oportunidade de parar um pouco e pensar sobre mim. É, isso ai, sobre mim mesma. Eu pude ter contato com a menina que tem 12 anos e que ainda mora dentro de mim.
Quando eu estou navegando pelos Orkuts, Blogs, Fotologs entre outros lugares, me deparo com o mesmo comportamento que eu tinha há algum tempo atrás. São as mesmas dúvidas: mas será que ele vai gostar do meu beijo? será que ele gosta de mim? e se eu mandar uma cartinha, vai adiantar? Mil pedidos de socorro. Pedem ajuda, conselhos, se martirizam por coisas tão inúteis... Ai, eu paro e me lembro que eu também era assim, exatamente assim, sem tirar e nem por nenhum detalhe. E eu que achei que não havia mudado muita coisa, mas eu me enganei. Eu falo e falo sempre que não tem nada melhor do que o tempo. Ele nos ajuda a ver coisas que antes eram como grandes montanhas na nossa frente. Eu tinha as mesmas dúvidas e medinhos quando eu tinha lá os meus 12 anos (e não faz tanto tempo assim). Pensava se ele ia gostar de mim e bla blá blá. Achava que cada menino que eu gostava era um amor pra vida inteira. Nossa, como eu mudei... Isso me impressionou muito. Claro que tem coisas que levam anos pra se transformar, infelizmente eu ainda acho que cada cara que passa pela minha vida é realmente pra vida inteira. Mas não do jeito que era antes, é de um jeito diferente que eu não sei explicar. Não tem como explicar a forma que você ama nem a forma que eu amo alguém... É algo muito confuso, as vezes difícil de se colocar em uma simples frase.

Eu sinto saudades disso. De pensar que viver é uma droga, que ser adolescente á pior coisa da vida. Quanta ingenuidade. Aí, a vida sempre da um jeitinho de te dar uma lição, né? Seja quebrando a cara com uma pessoa aqui, chorando ali e por aí vai. É incrível como tudo se transforma, como as ideias mudam, como as coisas crescem... Pensar sobre isso me encanta, eu acho lindo, profundo e cada vez que eu penso nisso, sempre encontro uma coisa, um simples detalhe que eu deixei passar batido que me encanta ainda mais.

É nessas horas que eu me arrependo de ter dito que eu odeio alguma coisa ou alguém. Não é verdade! Por mais que dê um trabalho danado, viver é lindo. :) O nosso passado parece um álbum todo organizado e decorado de lembranças. Cada situação deixa uma marquinha no tempo e as vezes é muito válido parar em um fim de semana qualquer e se lembrar do quanto nós mudamos e não deixar morrer nunca o que fomos um dia...
Cuide bem e conserve o seu álbum, um dia você pode precisar dele ;)


Imagem: Deviantart

6 comentários:

Joy disse...

O tempo passa e a gente passa a entender melhor a vida quando encontra um verdadeiro amor. Uma escolha uma renúncia isso é a vida... Estamos lidando pra nos recompôr!
Não sei se a música é bem assim. Mas desse jeito faz sentido!


Bjos
Ps.: Não sei se preciso mesmo falar... Mas amei o post! *-*

Duanny!. disse...

que lindo isso!
muito puro!
é realmente o tempo nos faz ver detalhes que fazem MUITA diferença mais tarde ;*

Bruna Bianconi disse...

Esse foi um dos seus textos que eu mais gostei, concordo com tudo que você disse e assino em baixo.

Beijos.

Miily ;* disse...

Adorei o texto *-*
mas existem perguntas que encontramos as respostas apenas com o tempo adiquirindo a tal experiencia.É a lei da vida.

Obgda pelos comentários que deixa no meu hulmide espaço, são MUITO gratificantes *-*
vc é super bem vinda por la :*

Dá. disse...

É lindo , só após um tempo , depois de cai e levantar muito , que a gente descobre isso!
E que por sinal é uma das descobertas mais importantes da nossa vida.
Adoorei aqui viu? to seguindo.

Se puder passa lá no meu tbm?
:*

disse...

Mah, tava lendo seus posts qnd recebi seu comentário. Obrigada pela visita!
Hehe!
Gostei do seu blog... muito!

Sabe q esse post me fez pensar, que a gente cresce, muda... um pouco, até... mas a nossa essência parece ficar gravada na gente.
Percebo que hoje, ainda carrego muitas das minhas inseguranças adolescentes, e isso porque elas fazem parte de mim.
A gente cresce e a vida fica mais difícil que os conflitos da adolêscencia, mas vamos combinar, que muitos dos medinhos antigos vem pra nos visitar de novo.
Enfim, manter o albúm da vida bem organizadinho ajuda a nos lembrar quem somos.
;)

Beijokas e bom fim de semana.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails