4 de novembro de 2009

Esqueça

Nesse mundinho, que ultimamente esta bem quente, uma das coisas que mais me irrita são pessoas que não sabem disfarçar ao "dispersar o seu veneno". Tem coisa mais desagradável do que ver uma pessoa te olhando e você saber que o problema é com você? Dá vontade de perguntar: "ei, por acaso eu estou de verde? ¬¬", mas as vezes não vale a pena perder um segundo com essas pessoas idiotas para o bem da minha própria saúde mental. Já pensou se não existisse nosso subconsciente? Ficaríamos louquinhos! Hoje pela manhã, enquanto tomava meu café, estava ouvindo a Rádio Globo, programa do Padre Marcelo Rossi (sim, faz bem escutar ele diz muitas coisas boas que servem como lição), e ele estava falando sobre esquecimento. Ele tem razão quando disse que devemos esquecer o que as pessoas já nos fizeram de ruim, direta ou indiretamente, porque guardar esse tipo de sentimento não faz bem. Eu faço isso as vezes... Certo que demora um pouco mas sempre acabo esquecendo. Num dia eu falo "não estou nem aí, bgsmil :*", no outro eu já sinto vontade de sair correndo, rs. Vai entender. Se eu ficar remoendo a ideia de que muitas pessoas não gostam de mim simplesmente porque eu tenho cara de metida, ou sei lá, algum outro motivo, vou pirar e vou acabar não fazendo mais nada na vida. Eu não acho justo esse tipo de julgamento, é quase um ódio platônico, rs. Tudo bem, eu admito que eu também faço isso as vezes, quando meu santo não bate com o da pessoa, não tem jeito mesmo. Mas para algumas coisas existem exceções. Tipo, se pelo menos uma vez a gente tenta uma aproximação com a pessoa e não dá certo por frescura da parte contrária, ai esquece mesmo, não vou gostar de você pro resto da vida :) Mas se aproximação da certo e daí surge uma ótima amizade, excelente, estarei com você pra sempre. Enfim, só peço a Deus pra Ele limpar os meus neurônios todos os dias e pra que não me deixe ficar triste por esses detalhes completamente descartáveis. Equilíbrio é fundamental.

2 comentários:

Thainá Vivas disse...

Nossa, vc disse tudo agora.
Acontece o mesmo cmg, a maioria dos meus amigos diz que antes de conhecer, me achavam metida. Eu sempre respondo: "Eu não tenho que andar com a cara aberta pra todo mundo na rua, pow, não posso ficar séria? Tenho sempre que tá rindo? De cara aberta pra todo mundo, igual político? Eu heim! Me erra! hasuhuashas! Problema é seu que me achou metida, agora que me conhece e sabe que não sou, divulga!"
suhaushauhs ;D
Mais ou menos isso flor... bjks!!!!

Joy disse...

É... Umas semanas atrás eu confesso que estava complexida com umas coisas do tipo.. Eu achei que alguém me achava com cara de paty (o que pra MIM é um absurdo). Aí saí por aí perguntando se me achavam com cara de metida e tal.. Me surpreendi com melhores amigos dizendo que sim, mas me surpreendi mais ainda esses dias (ontem, pra ser mais exata), com pessoas que nem são tão ligadas assim à mim dizendo coisas que são simples, mas realmente demonstram que você faz diferença pra alguém (ou muitos "alguéns")
Bom mesmo é a gente esquecer o que quem não nos conhece direito pensa. Só ser, nos mesmas!


Beijo grande! Deculpe o supercomentário gigante!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails