31 de janeiro de 2010

Essa brincadeira cansa, as vezes.


Quando me falavam que eu sentiria falta da escola, eu ficava brava e dizia: imagina, nunca mais quero voltar pra lá, com aquelas pessoas e pra aquela rotina chata!

Eu acreditava que a pessoa que estava me dizendo aquele absurdo estava fora de si, mas conforme os dias foram passando, percebi que é a mais pura verdade. Que saudades daquela sala de aula, daqueles professores chatos e da bagunça. Aquele clima na hora do intervalo, meus amigos, únicos seres humanos que aturavam meu mau humor matinal. Que falta fazem aqueles dias. Faz um ano já que tudo acabou, mas pelo menos ficaram lembranças boas e as amizades continuam.

Sinto falta também do meu estágio no Fórum, mais especificamente no 5º ofício cível. Sim, eu reclamava tanto, mas tanto das pessoas, do balcão lotado, dos advogados chatos mas... eu me divertia, e como! Acho que foi a época em que eu mais dei risada; as melhores risadas pelos melhores motivos, sempre. Mas acabou também. Depois fiz um ano de cursinho. Aulas infinitas e é claro, eu reclamava também. Mas foi lá que eu conheci pessoas especiais e amizades importantes. E os meus professores? Nossa, que saudades. Quanta palhaçada, quantas risadas, quanta coisa!

Mas agora já sou gente grande, tenho um trabalho de verdade, que por sinal, me deixa louca! Me da dor de barriga só de pensar que amanhã já tenho que ir pra lá. Sou "obrigada"a escutar cada coisa... O pior é que eu faço de tudo pra agradar mas nunca esta certo, nunca esta bom. Ele* só reclama e o que me deixa mais revoltada é que quando chega alguma visita, ele* cai de boca nos funcionários. "Pq fulano é isso, Sicrano é aquilo, elas fazem tudo errado, ninguém me ajuda e mimimimimimi". Não aguento isso, sabe? É exaustivo. E ainda tem gente que se acha melhor que os outros lá dentro. Que olha pra minha cara com um ar de ironia e um risinho debochado de canto de boca, como quem canta para si mesmo: "se fodeu, idiota!". Óbvio que se o meu pai tivesse uma ligação direta com o dono da bagunça e eu ganhasse mais de 1.000 reais por mês, a história já seria outra, mas como sou uma simples mortal, me mato naquele lugar e ouço coisas que eu não mereço ouvir. Desgasta conviver com gente que só reclama, com gente que acha que nada do que a gente faz esta bom, é chato, é irritante, é de cortar o coração. Quando eu tiver a oportunidade, vou despejar muita coisa em cima dessa gente. Quero dizer, como se fosse um conselho, que pelo amor de Deus, pra parar de reclamar, pq quanto mais se reclama, menos as coisas andam pra frente. As palavras tem poderes!

Eu também preciso parar com o drama, parar de reclamar e fazer as coisas acontecerem, parar de me lamentar pelas escolhas cretinas que eu fiz, agora nada mais pode fazer o tempo voltar atrás. Só eu posso fazer isso tudo valer a pena. É um aprendizado, coisas novas ainda estão por vir. Preciso aprender a andar com as minhas próprias pernas. Deus abre os caminhos, mas quem trilha sou eu! Preciso de força pra enfrentar tudo isso, não posso mais fraquejar. Vou levar tudo numa boa, sem me irritar, vou tentar não me irritar, pelo menos. Vou vivendo e resolvendo os problemas na hora em que eles aparecerem, nada de ficar sofrendo por antecipação. Calma, muita calma. Vai ser difícil, um processo doloroso, mas já que eu estou aqui, que pelo menos eu aprenda alguma coisa, né? Pra não errar da próxima vez.

As vezes brincar de gente grande cansa, machuca, corrói a gente e nossos pensamentos e a nossa alma mas... o show tem que continuar.

26 de janeiro de 2010

Sumi...


...porque só faço besteira em sua presença, fico mudo quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro antes, durante e depois de te encontrar.Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua desajeitada e irreflectida permanência.


24 de janeiro de 2010

Parece sintonia.


Desde quando cheguei naquele lugar e olhei pra ele pela primeira vez, pensei: já até sei o que vai acontecer. Gostei desde o primeiro instante. Aqueles olhos cor de céu me hipnotizam a cada vez que ele me olha, me encara. Sinto meu coração acelerar a cada vez que ele chega perto de mim com cara de segundas intenções. Minha vontade é de simplesmente pega-lo pelas mãos e sumir com ele dali, ir para um lugar longe, sem ninguém por perto, onde eu possa me entregar sem pensar. Me perco e quando vejo, estou sentada olhando fixamente pra ele imaginando como seria perfeito se estivessemos juntos. Parece sintonia quando olhamos um pro outro no mesmo instante. Parece que ele adivinha quando estou sozinha para ir atrás de mim. Me chama, me provoca... Tudo pra me conquistar, eu fujo mas ele consegue sempre.

14 de janeiro de 2010

...

Que espécie de blogueira eu sou que abandona seus seguidores assim, por tanto tempo?
Queridos, me perdoem pelo sumiço, mas ultimamente ando meio cansada e com pouca vontade de escrever, não por falta de ideias, mas por falta de ânimo mesmo. Esta acontecendo tanta coisa, minha cabeça esta a milhão. Mas eu estou até que curtindo tudo isso. Apesar da tensão que estão sendo meus dias, eu me divirto, dou algumas risadas. É uma ótima experiência, apesar das coisas erradas e feias que eu sou obrigada a ouvir e ver todos os dias, mas... todo lugar é a mesmíssima coisa, só o que muda são as situações e as pessoas. É, pois é, é a arte de conviver com cobras.
Enfim, eu vou tentar comentar no Blog de vocês e dar mais atenção ao meu também, né? Já que ele esta meio abandonado ultimamente, iaouhaouhauiha. Normal, mudanças são assim mesmo, nos consomem... :)

Boa Sexta e um fim de semana melhor ainda! :D

Beijocas :*

11 de janeiro de 2010

Verdades.

Até agora eu estou tentando entender porque algumas pessoas insistem em ferrar os outros fazendo fofocas e intrigas. Existem coisas que são escutadas mas que não devem ser faladas que é justamente para não prejudicar a ninguém e muito menos prejudicar a nós mesmos. Acho ridículo pessoas que ficam olhando e cheretando o que os outros fazem ou deixam de fazer e vão contar para outras pessoas, é coisa de gente que não tem o que fazer e de fato, tem gente que não faz nada da vida mesmo, simplesmente chega pela manhã, senta, espera um tempo, sai, toma café da manhã, volta na maior cara de pau e passa o resto do dia coçando. Fica no MSN, fica jogando um jogo estúpido que, no mínimo, deve viciar e ainda tem a coragem de ir fazer fofoca!

Na minha opinião, a maioria das pessoas não tem moral nenhuma pra falar de ninguém, todo mundo fala mal de alguém, todo mundo faz coisa errada e fica conversando no msn em horário de trabalho!

Tem gente... que conta a verdade dos outros, mas não encherga a sua própria verdade!

5 de janeiro de 2010

"Já que se há de escrever...

...que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas."




{Clarice Lispector}


3 de janeiro de 2010

A Melhor Forma ♪

A Melhor Forma
Titãs
Composição: Branco Mello/ Sérgio Britto/ Paulo Miklos

A melhor forma de esquecer
É dar tempo ao tempo
A melhor forma de curar o vício
É no início
A melhor forma de escolher
É provar o gosto
A melhor forma de chorar
É cobrindo o rosto
Evitar as rugas
É não olhar no espelho
Esvaziar o revólver
É puxar o gatilho
A melhor forma de esconder as lágrimas
É na escuridão
A melhor forma de enxergar no escuro
É com as mãos
As idéias estão no chão
Você tropeça e acha a solução
Acabar com a dor
É tomar um analgésico
Matar a saudade
É não olhar pra trás
A melhor forma de manter-se jovem
É esconder a idade
A melhor forma de fugir
É a toda velocidadeAs idéias estão no chão

Ansiosa

Bom, por enquanto no trabalho ainda não fiz nada que me deixasse estressada ou cansada, mas amanhã começa de verdade. Fui o mês de Dezembro todo para conhecer a rotina e tudo o mais, o pesado vai começar em poucas horas e eu estou muitíssimo ansiosa. Estou preocupada se vou conseguir fazer tudo certinho, e se tudo vai dar certo e blábláblá. Eu vou tentar, isso é fato. Se houver erros, tudo bem, paciência... Afinal, sou um ser humano, né? Hehe.
Acredito que esse ano vai ser especial. Um ano de crescimento fora do que eu via em casa. Preciso de coisas novas. Preciso ver o mundo sem ser pela janela do quarto. Todo mundo me diz a mesma coisa: "Calma! Você tem um mundão lá fora pra descobrir". E é isso que eu quero ver se é verdade mesmo.
Tudo tem a hora certa de acontecer, já cansei de falar isso. Mas tem horas que a ansiedade toma conta de mim e eu quero sair correndo pra ver se encontro algo novo, ou se vejo o Sr. Futuro andando distraído por ai, mas na pressa eu posso passar por ele e nem me dar conta das coisas que ele trás. Então, preciso de calma porque ainda tenho muito chão pela frente. Um chão com alguns buracos e obstáculos, mas não posso deixar de admirar a paisagem enquanto caminho em direção a minha felicidade!
Tenho muita gente boa do meu lado, pra me apoiar no que eu precisar. Não tem porque ter medo! :)
Vamos lá. Vamos para a primeira semana do ano. (YN).

1 de janeiro de 2010

Primeiro de muitos.


Primeiro post do ano, primeiro de muitos!
Escerram-se as lamentações e mágoas do ano passado. O que ficou lá, assim deve permanecer; vou tentar não ficar lembrando de coisas que eu falei, ou de coisas que eu fiz. Quero esquecer tudo isso, tirar essas coisas ruins do meu coração; falei e esta falado, não da pra apagar ou pegar de volta as palavras jogadas ao vento. Quero aprender, quero aprender a me aceitar como sou e principalmente aprender a me entender, pois só assim vou poder entender o mínimo que for as outras pessoas ao meu redor. Quero mudar, quero crescer. Estou de peito aberto para enfrentar os desafios que Deus colocar em meu caminho, e esses, acredito eu, vão começar logo na Segunda-feira pela manhã. Sei que sou capaz, sei que posso conseguir, se eu falhar, tudo bem, afinal, sou um ser humano, embora algumas pessoas não aceitem que os outros errem... Se eu não puder fazer tudo, farei tudo o que puder!
Estou bem, e quero continuar assim... Esse é só o primeiro dia.
-----
Imagem: DeviantArt

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails