23 de fevereiro de 2010

Um bonito pesadelo.


Eu não sei se gosto da ideia de que as pessoas mudam, mas já que acontece, só me resta aprender a conviver com isso. O tempo passa, amigos vem e vão, e posso contar nos dedos os amigos verdadeiros, já pessoas que provavelmente não me querem bem, até perdi de vista. É ruim se sentir sozinha mesmo no meio de um monte de gente. Não sei o que aconteceu, algo deve ter se perdido nos últimos anos. A amizade era uma coisa fácil de entender, era simples, era verdadeira, era uma coisa única mas infelizmente, pessoas se encantam com dinheiro e com a popularidade e se esquecem de quem foram um dia, falam mal de quem um dia já estendeu a mão pra ajudar dizendo ser de "outro nível". E ai eu me pergunto: que merda nível você esta falando? Pelo que eu saiba ninguém é diferente de ninguém. Todo mundo tem suas necessidades, todo mundo vai no banheiro, todo mundo faz a mesma coisa e todo mundo vai pra debaixo da terra sem levar absolutamente NADA! Tem gente que esquece que caixão não tem gaveta. Isso realmente me deixa muito triste, me revolta. Apesar de tudo, ainda quero preservar as risadas, os momentos bons, os segredos, as besteiras, os passeios, as fotos e é em nome disso que eu falo mais: simplesmente, certas coisas não precisam ser ditas, mesmo que faça mal guardar (caso estiver fazendo mal, desabafe com a sua mãe, é uma das poucas, se não a única pessoa que vai te escutar com atenção e te apoiar!), mas as vezes é melhor viver um bonito pesadelo e poder consultar as memórias do que perder o sono de vez.

6 comentários:

disse...

concordo com a última parte, normalmente a única amiga é a sua mãe; comigo é assim :)
-
Hoje é díficil mesmo ter alguém ao seu lado que se pode confiar de corpo e alma.
Quem tem alguém assim, é alguém que tem sorte!

-
Beeijinhos;

Fe disse...

verdade. É tão difícil quando as pessoas (principalmente os amigos) mudam e acabam esquecendo de nós. E, sabe, eu já me acostumei com a ideia de só poder confiar plenamente na minha mãe. É a única que eu sei que nunca vai virar as costas pra mim.

bjaoO ;*

Carol Fonseca disse...

verdade,odeio quando as pessoas mudam,mas como você é inevitável...
eu não sei lidar com mudan~ças de nenhuma espécie,custo a me acostumar.
beijooo

pequena disse...

Ai flor adorei o post, super sincero...

mas perder e ganhar novos e velhos amigos faz parte, as decepções tbm, é uma pena!

bjocas pra vc flor e uma boa semana!
xerim no coração!

Bruna Bianconi disse...

É difícil quando as pessoas mudam e essas mudanças separam caminhos que até então estavam MUITO cruzados.
Mas sabe, um dia tudo que parece sem sentido vai ter um, acho que a melhor coisa é olhar as mudanças com um olhar de muita reflexão porque no final toda mudança é boa mesmo que não de pra perceber.

Beijos Mah
Seu blog ta ficando lindo e realmente a imagem de cima é difícil de encaixar, eu não consegui pedi pra uma amiga ajudar hahaha :)

Joy disse...

As amizades que acabam por arrogância ou inconsequência de uma das partes são as mais terríveis. Isso me leva a pensar que talvez nunca houve real amizade nesses casos.

Beijolas

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails