2 de março de 2010

Versos de orgulho.

-

O mundo quer-me mal porque ninguém
Tem asas como eu tenho!
Porque Deus
Me fez nascer Princesa entre plebeus
Numa torre de orgulho e de desdém.
Porque o meu Reino fica para além...
Porque trago no olhar os vastos céus
E os oiros e clarões são todos meus!
Porque eu sou
Eu e porque
Eu sou Alguém!
O mundo?
O que é o mundo, ó meu Amor ?
__O jardim dos meus versos todo em flor...
A seara dos teus beijos, pão bendito...
Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços ...
__São os teus braços dentro dos meus braços,
Via Láctea fechando o Infinito.

(Florbela Espanca)

2 comentários:

Carol Fonseca disse...

lindo texto,mas não sei pq é triste,ou será eu?
bem,sei lá.beijos e boa quarta.

Vou Ser Feliz e Já Volto disse...

Lindíssimos versos de Florbela Espanca, aliás, como tudo que ela escreveu.

A beleza e melancolia gritando através da poesia dessa mulher que buscava desesperadamente o amor.

Um beijo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails