18 de abril de 2010

O mesmo de sempre

-
Eu não sei, mas estou com a sensação de estar parada no mesmo lugar. Parece que eu faço, faço e tento e... nada! Não adianta. Quando eu acho que esta tudo bem, que agora sim vai começar a dar tudo certo, sempre acontece alguma coisa que me desanima. Não sei. As pessoas já devem estar cansadas de me escutar, por isso nem falo mais nada porque ninguém vai querer ouvir, simples assim. Nada esta mais como antes. Não vejo mais meus velhos e bons amigos, não tenho músicas novas no computador, e muito menos fotos novas. Não faço nada de novo, me sinto estagnada.
As vezes eu acho que não consigo fazer nada porque tenho medo do mundo. Passei grande parte da minha vida colaca na barra da saia da minha mãe e protegida pelas paredes do meu apartamento... E agora que estou crescendo, já não caibo mais no colo e essas paredes já me sufocam...
É necessário, depois de um certo tempo, sair de casa, assumir responsabilidades, quebrar a cara mais do que o normal, fazer cagadas, conversar mais com as pessoas, até aprender a se defender... Mas isso assusta tanto, mas tanto, que quando penso na possibilidade de fazer algo errado, já acho que não vou conseguir nada e me da uma vontade imensa de desistir de tudo e voltar para as paredes do meu apartamento, para a minha pequena bolha, onde tudo funciona como eu quero, e no tempo que eu quero. Sem ninguém me dando ordens, ou brigando comigo, dando pitaco nos meus assuntos.
Creio que há implantado no meu cérebro, algo chamado de "falta de confiança em mim mesma". O medo de errar me consome, mas ai eu penso: sou ser humano, filha de Deus... Eu erro assim como todo mundo.
Ok, o que é dificil suportar pra mim, é o julgamento dos outros, os comentários pelas costas, os olhares, a vigilha... Me sinto filmada 24 horas por dia. É uma droga. Isso me deixa insegura.
Uma hora estou certa do que eu quero fazer e onde quero chegar, na outra hora fico em dúvida, se vou ou se fico, se arrisco ou jogo tudo pro alto de novo. Como é ruim ser assim, indecisa... Mas o que me conforta, é saber que não estou sozinha nesse grupo.

Um comentário:

Paty disse...

Me sinto filmada 24 horas por dia. É uma droga. Isso me deixa insegura.
Uma hora estou certa do que eu quero fazer e onde quero chegar, na outra hora fico em dúvida, se vou ou se fico, se arrisco ou jogo tudo pro alto de novo. Como é ruim ser assim, indecisa... Mas o que me conforta, é saber que não estou sozinha nesse grupo.

CONCERTEZA Ñ ESTAMOS SOH Ñ QUERIDA MAH.... me sinto assim tbm... saio pertubada, achando q tds me olham, q falam de mim, da minha roupa... tnho medo de ir atrás do sonhos e objetivos, por achar q ñ vou conseguir...

eh dificil, mto dificil ser indecisa...

ms o bom, eh q sempre a gnt tem o apoio de algm, e q as vzs, por + q seja por um segundo, nos aparece um ânimo...

bjinhus, bom findi Mah!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails