27 de maio de 2010

Lounge

Composição: Maria Gadú
Vamos pra um lounge
Beber um vinho safra ruim
E conversar sobre a tv

Vamos pra longe
Sem se tocar os olhos vão
Se encontrar e se perder
Eu e você assim de perto dá
Pra eu me perder de vez nas tuas tintas
Me dê uma noite, um pouco da manhã
Só pra eu sacar se os olhos mudam de cor
Vamos entrarA minha casa não é quente
Trago um vermelho pra esquentar

Vamos suar
Com o veneno da serpente
Que eu roubei pra te picar

Eu e você assim de perto dá
Pra eu me perder de vez nas tuas tintas
Me dê uma noite, um pouco da manhã
Só pra eu sacar se os olhos mudam de cor
Vamos pra um lounge...
-
Oi pessoas.
Prometo que posto algo descente logo e respondo aos comentários
e leio os Blogs, juro juro, loguinho!
Beijos :*

25 de maio de 2010

-
Juuuuro que eu volto rápido e respondo aos últimos comentários!
É que anda tudo tão corrido por aqui, que mal sobra tempo suficiente para ler todo mundo e as vezes da uma preguicinha! *-* Mas eu vou responder, prometo!
:*

23 de maio de 2010

Stones! (post atrasado).

-
Nada melhor do que receber um convite para uma baladinha em pleno expediente de Sábado. Existe algo mais animador? Haha. Sai correndo da loja direto para casa para começar o processo de preparação, ? Terminei de me ajeitar junto com a minha amiga, a que fez o convite, Jéeh. Nada como fotos estilo super poder! - oi.




A saideira de hoje foi na Stones Music Bar, que fica na Av. Prof. Ignacio de Anhaia Mello, 2935 - Br: Vl Prudente - SP. Um lugar super lindo, com ambientes super agradáveis, ótimas músicas e banda ao vivo!






A banda que arrasou Sábado foi a Rockstock formada por João Kurk (voz, guitarra, violão e gaita), Giba San (voz, guitarra e violão), Douglas Coronel (vocais e teclados), Rodrigo Grecco (voz e contrabaixo) e Armando Pires (vocais e bateria).


Achei super digna essa banda, porque eles mantém tudo exatamente igual as músicas originais de outras bandas, até as vozes são parecias além, é claro, do super bom humor! Simplesmente amei!
Espero que venham mais baladinhas como essa! Melhor coisa pra relaxar, fato! -oi. (off :x)

Curtam as fotos e fiquem curiosos para conhecer o lugar! Fikdik.

19 de maio de 2010

Dois estranhos.

-

Depois de tantas conversas, tantas declarações, tantas frases e tantas músicas, eu pensei, eu realmente pensei que conhecia você mas me dei conta de que somos nada mais nada menos do que dois estranhos e que simplesmente acham que conhecem cada mania, cada ato, cada olhar um do outro. Nossos abraços são frios e superficiais... Muito diferente do carinho de duas pessoas que se amam de verdade e que se completam, que sabem de tudo um pouco sobre cada um. Estou me dando conta (do que não é novo, aliás) de que para se conhecer alguém, é necessário mais do que horas de conversas melosas no Messenger. É preciso convivência para saber como a pessoa é, como ela pensa, como ela age... Se não for assim, tentar manter um relacionamento na base da tecnologia fica definitivamente impossível! A cada dia mais, um pouco do pano que cobre o seu verdadeiro ser cai, e me dou conta de que tudo que eu achava que era já não é mais. Não que tenha perdido suas qualidades diante a meus olhos, mas quero dizer que seus defeitos tem se acentuado a cada dia que passa. Estou tendo a impressão de estar (ou, acho que estou, não sei) com uma pessoa que não sabe resolver os problemas relacionados ao coração (bléh, que piegas, mas é isso!), que usa o orgulho como um escudo inútil para se defender e que foge, simplesmente foge e ignora, não fala, não expõe os sentimentos, o que me deixa muito chateada, por sinal, pois não sei mais como agir.
Coisas desse tipo, que começam errado, tendem a terminar errado. Um encontro marcado de madrugada praticamente, em meio a luzes, música alta, os sentidos levemente afetados pelo álcool com certeza, não iria continuar como antes desse encontro. Pobre de mim que acreditei nisso.
Devido a todos esses fatos, mais uma vez, o que já não é novidade nem para esse lugar que uso para desabafar e nem para o idiota do meu coração, sofro e choro pensando em como esta sendo e em como poderia vir a ser. Eu sonho demais, mal do sígno talvez? Não sei, só sei que nenhuma das minhas tentativas estão dando muito certo até agora. A pasta de "Lembranças ruins" esta muito mais cheia do que a pasta de "Ótimas recordações".
Já me convenci de que não sei quem você é, não o conheço, não sei dos seus hábitos e costumes. O que você me diz já não é o suficiente. Antes eu queria mais que isso, eu tinha certeza absoluta que eu queria você, só você, mas agora, devido a todas essas conclusões, eu já não sei mais o que eu quero. Preciso pensar.
Agora quem esta confusa sou eu.

18 de maio de 2010

Best of you

-

Foo Fighters - O Melhor de Você

Eu tenho outra confissão a fazer
Eu sou o seu tolo
Todos têm correntes para quebrar,
Segurando você
Você nasceu para resistir
Ou ser abusado?
Alguém está tirando o melhor,
o melhor, o melhor, o melhor de você?
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Você se foi e está com outra pessoa?
Eu precisava de um lugar para me enforcar
Sem o seu laço
Você me deu algo que eu não tinha
Mas que não teve uso
Eu estava fraco demais para desistir
E forte demais para perder
O meu coração está preso de novo
Mas eu me libertarei
Minha mente me oferece vida ou morte
Mas eu não consigo escolher
Eu juro que nunca vou desistir
Eu me recuso
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Alguém tirou a sua fé?
É real a dor que você sente?
Você confia?
Você deve confessar
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Alguém tirou a sua fé?
É real a dor que você sente?
A vida, o amor, você morre para se curar
A esperança que dispara os corações partidos
Você confia?
Você deve confessar
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Alguém está tirando o melhor,
o melhor, o melhor, o melhor de você?
Eu tenho outra confissão, meu amigo
Eu não sou nenhum tolo
Estou ficando cansado de recomeçar
Em um lugar novo
Você nasceu para resistir ou para sofrer abusos?
Eu juro que nunca vou desistir
Eu me recuso
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?
Alguém tirou a sua fé?
É real, A dor que você sente?
Você confia?
Você deve confessar
Alguém está tirando o melhor, o melhor,
o melhor, o melhor de você?

16 de maio de 2010

Melhor que nada, né?

-

Que dia, meu Deus!
Achei que mais uma vez não daria certo, mas deu! Não foi como eu queria, fato.
Fiquei com raiva por ter esperado duas longas horas, tendo crises de ansiedade terríveis e descobrir que enquanto eu já estava lá esperando, você ainda estava em casa... dormindo! Mas tudo bem, duas horas depois lá estava você. Por um instante me senti feliz por te ver de novo, senti um alívio incrível, mas depois percebi que esse reencontro não havia acontecido do modo como eu havia imaginado, talvez pelo tanto de coisas que aconteceram... Era óbvio que não seria a mesma coisa e o mesmo entusiasmo.
Chegamos naquele shopping grandão, mas me senti a mais minúscula das criaturas e a mais sem "falas" da face da terra. Queria falar tanta coisa, mas não tive coragem..., talvez até pra evitar uma possível D.R em público, o que seria uó, né?
Tive que perguntar se houve outra pessoa, porque afinal, quase dois meses, raros os meninos que aguentam tanto tempo. E o resultado foi negativo e a minha razão que dizia que era óbvio que teria tido outra pessoa, parou de brigar com o meu coração, que desta vez, estava certo, não teve mais ninguém. Fiquei feliz em saber que pelo menos, ainda nos resta o respeito, mas sabe quando a resposta não foi muito convincente? Confiar desconfiando (ainda mais quando há indícios, mas deixa pra lá).
Eu não sei se querer tentar mais uma vez (ou... várias outras vezes) é coisa de menina boba e ingênua mas... eu não resisto. Aguento até quando não der mais e vou levando até eu conseguir olhar nos teus olhos e desabafar tudo o que eu tenho pra te falar e que não tive nem um pingo de coragem de dizer hoje!
Pelo menos pude sentir você que mesmo perto, parecia distante. Melhor que nada...


14 de maio de 2010

Recaida

-

Ok, estamos evoluindo. Conseguimos manter um diálogo de mais de meia hora sem discutir, um grande avanço. Conversamos como dois estranhos no começo, depois de duas longas semanas sem trocar uma frase. Orgulhosos do jeito que somos, é claro que não queríamos dar o braço a torcer, mas eu, como sempre, sedi e te chamei. Combinamos um lugar para nos encontrarmos, desta vez sem ter briga e sem lágrimas. Pareceu simples. Fácil, fácil até demais, sabe? Sabe aquele papo de que quando a esmola é demais, o santo desconfia? Mas tudo bem, não falei nada pra evitar a fadiga. Já levei sermão demais essa semana.
Confesso que não sei andar de metro direito, mas não é nem o medo de me perder que me assusta nesse encontro, pois se isso acontecer, poderei perguntar pra alguém o caminho certo. O problema, é que estou com medo desse encontro, um mês e vinte e dois dias depois de um dos dias mais felizes da minha vida. Sabe lá Deus quais serão os assuntos abordados por nós dois. Pode ser que eu queira esclarecer as coisas, saber o que aconteceu esses dias em que nos estranhamos, colocar os pingos nos 'is', terminaremos ou talvez eu deixe quieto e simplesmente aproveitaremos o dia juntos. Tudo um grande ponto de interrogação.
Pelas suas atitudes, cheguei até a desanimar, pois não achava correto insistir em uma coisa a distância, quase que platônica e ainda sem sucesso algum e sem o encanto dos primeiros dias, mas depois de hoje, até que uma pequena chama de... esperança talvez, se instalou em mim novamente. Me odeio por isso; sou uma idiota por acreditar no que você diz e nas suas intenções mas é tudo tão sedutor, que eu não resisto!
Uma das perguntas que não quer calar dentro da minha mente é: apareceu outra nesse pequeno intervalo? Bom, não quis estragar o clima "sem brigas" com essa bomba, provavelmente você se irritaria e me deixaria falando sozinha e adeus encontro.
Meu coração e minha razão brigam frenéticamente. A razão diz que é óbvio que sim, pois um cara tão bonito e gentil não ficaria "a perigo" por tanto tempo, ainda mais com o número considerável de piriguetes que rondam você. MAS, ao contrário disto, o meu querido coração alega que você não ficou com outra, pois toda aquela declaração onde disse que queria estar comigo, queria poder sair e me ver e que carência e a saudade são muito grandes juntamente com suas semanas corridas e cansativas me levam a crer que não há chances para outra. Ah, e é claro, sem esquecer das inúmeras vezes em que me disse que não é de sua índole fazer este tipo de coisa. Confiando nisso, meu coração segue firme em seu "achometro" e a razão debocha do pobrezinho.
Enfim... É tudo muito complicado, mas... não custa nada tentar mais um pouco, se não der certo, pelo menos vou poder dizer que eu tentei.
São só algumas páginas do livro da minha vida, nem chegamos na página dois. Ainda bem que ainda existem a terceira, a quarta, a quinta...

Torçam por mim (yn).

12 de maio de 2010

Só Rezo

-
Só Rezo - NxZero
Quando não tenho mais pra aonde ir
No meu céu não tem mais estrelas
Aonde foi parar a coragem?
Tô cansado, mas não desisto
Mas posso ver uma luz lá no fim
Será que alguém ainda olha por mim?
Não me julgue por não ser igual
Carrego a verdade aqui no olhar
Eu só rezo pra ficar bem
Eu sei que vai
Acredito que vai ficar tudo bem
Eu só rezo pra ficar bem
Eu sei que vai
Acredito que vai ficar tudo bem
Só Deus sabe o quanto eu corri
E o que fiz pra chegar aqui
Esse mundo não é mais meu
Não me rendo nem me entrego
Mas posso ver uma luz lá no fim
Será que alguém ainda olha por mim?
Não me julgue por não ser igual
Carrego a verdade aqui no olhar
Eu só rezo pra ficar bem
Eu sei que vai
Acredito que vai ficar tudo bem
Só rezo pra ficar bem
Eu sei que vai
Acredito que vai ficar tudo bem
Só quero ser o que eu sou
Só não quero mais ter que mentir
Pois ainda não encontrei o que eu procuro
Só quero ser o que eu sou
Só não quero mais ter que mentir
Pois ainda não encontrei, ainda não encontrei
Eu só rezo pra ficar bem
Rezo pra ficar bem
Rezo pra ficar bem
Pra ficar bem

10 de maio de 2010

Por enquanto

-

É incrível o tempo que esta demorando para tudo na minha vida tomar um rumo certo. Mas... qual seria a graça da vida sem essas reviravoltas, não é? Mas é que de certa forma, incomoda um pouco essas incertezas. Não da nem para fazer planos a longo prazo pois não sei o que pode acontecer daqui uns dias. Por enquanto tudo anda confuso, só espero que não demore mais 19 anos para tudo se acertar por aqui.
Paciência.
Cada coisa acontece no seu tempo certo e do jeito que tem que acontecer. Não é isso que dizem por ai? Então, que seja!

3 de maio de 2010

-

-

"Que imensa miséria o grande amor - depois do não, depois do fim - reduzir-se a duas ou três frases frias ou sarcásticas."

(Caio Fernando Abreu)

OMG!

-

Fiquei bem irritada hoje. Como se não bastasse o caos que foi o meu final de semana, ainda fico sabendo que comentaram de mim e me pediram para dar um recado bem escrotinho por sinal.
Tudo bem, é outro local, não é a minha casa, não posso me comportar lá como me comporto aqui... Mas onde já se viu, uma pessoa que só aceita que seja dito: "Sim senhor" e "Não senhor"? Pirou? Não é bem por ai que a banda toca não, quérida! As pessoas tem o direit de se expressar do jeito que quiserem no momento oportuno, e os outros não precisam aceitar e nem convcordar, mas não precisa fazer essa tempestade em copo d'água. Ficar irritada por uma brincadeira inocente e depois cultivar um sentimento de raivinha? AH NÃO, por favor, né? Coisa de criança e não de uma quase senhora, vamos combinar!
Dessa vez passou. Vou relevar e tentar manterme no ambiente de uma forma natural. MAS, também não falo mais NADA! Só abro minha boca quando falarem comigo, ou quando eu tiver algo relevante pra falar. Não faço mais brincadeiras que e pra evitar a fadiga.
Foda-se, frescuras irritam! u.ú

Desabafei :)

2 de maio de 2010

Tempo ao tempo

-

Desde quando tudo isso começou, eu sabia que poderia ter um final como esse. Não um final de fato, mas um quase ponto final, talvez. O que me deixa ferrada é ver o antes e o depois da história. Já disse e repito: todo começo são flores, fofuras, músicas melosas e por ai vai. E todo fim, ou... todo 'quase um ponto final' é tenso, frio e doloroso.
Os dias passaram e foi ficando cada vez mais difícil um novo encontro, mas eu tentei, juro que eu tentei. Fiz de tudo: liguei, mandei mensagem, frases, conversas, várias tentativas para manter tudo na linha e pra que? Pra NA-DA! Nem um "Obrigado" sequer.
Não, não estou dizendo que eu sou perfeita e que faço tudo certo, não é isso. Só quero dizer que eu poderia ter ganho algo em troca mas não tive nada além da frieza e do sentimento horrível de ser ignorada.
Estou magoada, mas não pela última conversa, pois como já falei, eu sabia que poderia acontecer, sabia que em algum momento essa parte chegaria, e sim pela forma como você lidou com as coisas. Um desentendimento por conta de uma interpretação errada e pronto... foi a gota d'água. Me ignorou, me largou falando sozinha, e acabou com a possibilidade de um final de semana perfeito que, aliás, eu esperei por muito tempo.
Me expliquei, coloquei em pratos limpos as minhas ideias e o que eu estava pensando naquele momento (e mantenho), falei tanto e as palavras que eu ganhei em troca foram: "tempo ao tempo".
Conclui que: acabei metendo os pés pelas mãos ao tentar nos manter o mais próximos possíveis. Sufoquei você e acabei me sufocando também. Eu perguntei: "e enquanto isso, fazemos o que? damos um tempo também?", e mais uma vez fiquei falando sozinha.
Então, depois de desabafar muito, decidi deixar essa história um pouco de molho, sabe? Porque eu enjoei. Enjoei de ficar tentando agradar, enjoei de ficar falando sozinha e de chorar de ódio cada vez que lembro das coisas que eu disse e enjoei de ficar pensando no que eu poderia ter falado para não estragar tudo. Não tenho mais cabeça pra essas coisas.
Contudo, não quero dizer que o que há entre nós é falso, pelo contrário, é tudo lindo, nossa sintonia é ótima. Só o que não é ótimo por aqui, são os Km que nos separam. É ISSO que gera essa implicância, esses desentendimentos e esse afastamento tanto físico quanto psicológico.
"Não é você, sou eu". Que frase, né? Aquelas bem clichê. Me senti em um filme de Hollywood quando li isso.
Você precisa pensar sobre isso, pensar se é isso mesmo que você quer. Um relacionamento assim, meio que de longe e sustentado por fins de semana. Eu também tenho que pensar, pois a fase que eu estou exige um pouco mais de dedicação de minha parte e talvez alguém agora complicaria as coisas, MAS eu estou disposta a tudo! Só que é aquela coisa: quando um não quer, dois não brigam. Ou seja, não adianta eu querer sozinha, se você não quiser. Não da pra amar de um só.
Esta um clima péssimo, eu não tenho como lhe dizer mais nada. Primeiro porque não adianta, segundo porque não tenho mais coragem. Você é o que eu tenho a dizer.
Tempo, tempo, tempo e tempo! É isso? Então ta bom. Só não demora muito. Não quero que nos machuquemos mais.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails