28 de novembro de 2010

Exagerada toda a vida.

-

Minhas Paixões são Ardentes; 
Minhas dores de cotovelo, de querer morrer; 
Louca do tipo Desvairada; 
Briguenta de tô de mal pra sempre; 
Durmo treze horas seguidas; 
Meus Amigos são Semi-Irmãos; 
Meus Amores são Sempre Eternos e meus dramas,
Mexicanos!

(Clarice Lispector)

25 de novembro de 2010

Sabe aquela época

-


...em que você tem vontade de mandar todo mundo que você desaprova ir a merda ? Quando você tá afim de chutar o balde, pegar o seu amor, juntar os trapinhos e sumir no mundo. Ou então ir morar num lugar paradisíaco desses até acabar o dinheiro e cair a ficha de que vc é adulto e a realidade continua. Vontade de mandar as aparências pros infernos .. a hipocrisia e falsidade IDEM. Vontade de falar tudo na cara das pessoas, doa a quem doer.. vontade de ligar pra aquele seu ex e dizer que ele era um cachorro mas beijava bem pra caralho.. Vontade de fumar todos os maços do cigarro, embora você nem goste de fumar. Vontade de beber até cair, de beber pra esquecer .. vontade de mandar o dedo do meio pro mundo .. vontade de desligar o botão: RAZÃO do seu cérebro pra ver se da um pouco mais de emoção a coisa, sabe ? Pois é. Por aí.

{Por: Tati Oliveira}
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Oi amores. Sim, essa senhorita tirou as palavras da minha boca, ou... dos meus pensamentos. Continuo com meus dias difíceis. As vezes o dia é bom, tranquilo e parece que minha cabeça finalmente encontra o fio da meada, mas em outros, é um verdadeiro inferno, nada da certo, levo bronca atrás de bronca, xingo atrás de xingo, ai... E ai sinto vontade de desistir de tudo: largar o meu curso, sair do meu emprego (isso eu farei em breve, Janeiro que me aguarrrde!), fico deprimida e nem comprar um sapato me alegra (drama? sim, eu deveria ter nascido no México. Cadique né...). Tem hora que eu fico tão tensa, que meu pescoço dói, meu coração acelera, não sei se é medo, receio por estar sendo "vigiada" o tempo todo e se fizer uma coisinha errada todo mundo fica sabendo da forma mais constrangedora possível: um piti daquela japa maluca... 
Ai gente, queria um abraço coletivo das 88 pessoas que seguem meu Blog, porque olha, me sinto tão sozinha as vezes, sem ninguém pra escutar falar das mesmas coisas, sem ninguém pra me dar conselhos, enfim... Não sei explicar como foram os dois últimos anos pra mim, e muito menos este ano. Estou mais confusa do que sempre fui. Sinto que quanto mais eu faço, que quanto mais eu penso, menos chego a algum lugar, menos encontro uma solução.
Não sei se eu caso ou se compro uma bicicleta...

17 de novembro de 2010

De novo...



Eu superei super bem ter perdido alguém há alguns meses atrás. Não é bem "perdido", mas sei lá... Cheguei a ficar mal, é claro, ninguém gosta de se separar de alguém que se gosta, né? Lembro muito bem que escrevi textos felizes no começo, e depois virou uma perfeita novela mexicana. Quem me acompanha deve lembrar.
Passou um tempo, um BOM tempo, fiquei bem, aproveitei muitos momentos, trabalhando, estudando, saindo, e... DO NADA, assim, DO ALÉM, o ser de outro planeta resolve, por A mais B, reaparecer assim, como se não houvesse nada. Por um lado fiquei feliz, meu coração diz que é o certo, mas a razão não me deixa enganar. Ela fala o tempo todo no meu ouvido: olha Marcella, toma cuidado, nem tudo é o que parece. Posso estar sendo leviana em julgar assim, ou não. Posso estar sendo porque... é aquela coisa: não o vejo, não o escuto, então não sei onde esta, o que esta fazendo, com quem esta... E nessas passam mil coisas pela minha cabeça. Tenho medo de sofrer de novo. Imagino que só esta tirando uma com a minha cara, porque não tem mais nenhuma otária em vista, OU... ele REALMENTE é a pessoa sincera que eu penso (de coração, é claro, pq de razão...) que é.
Fico por momentos tentada a ir atrás, me jogar de novo, de me deixar sentir borboletas no estômago, porque senti falta disso, senti falta... dele. Mas ao mesmo tempo, algo me impede de tentar de novo...
Só o tempo pode mostrar o que Deus escreveu pra mim, e se o que esta escrito é que ele voltou e assim permacerá, que assim seja. Se não for... Paciência, tentarei sorrir por me lembrar que vivi essa história.

Coisas do coração... Um tanto quanto bobo e apaixonado.
_______________________________________

@mah_trevizan

9 de novembro de 2010

É simples.

-

Parece ser um tanto quanto clichê, mas você já parou pra prestar atenção que as coisas mais simples da vida é que fazem nossos dias mais felizes?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails